domingo, 27 de dezembro de 2009

Plano de treino

Começa esta semana a época de treinos…

Vou tentar seguir um plano de treinos que tirei da net e que adaptei para mim. Espero chegar a Portalegre abaixo dos 75kg e em plena forma. :)

Deixo aqui o link para o ficheiro. Uma vez que o saquei de um blog, imagino que quem o criou não se importa que o partilhem.
Para além dos dados pessoais, podem fazer as alterações ao plano na folha "manual".
Bons treinos.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Tróia – Sagres 2009

Finalmente fiz o Tróia – Sagres.

Desta vez fomos quatro fazer esta mítica aventura que é o Tróia – Sagres... Eu, o Ouro, o Ventaneira e o Resmas. Apanhamos o barco das 6:50, preparativos, foto da praxe e lá partimos rumo a Sagres.


No início apertamos um bocado mais do que devíamos e o Resmas pagou a factura depois, já perto de Mil Fontes teve que abandonar (para o ano estou lá contigo).


Eu, com pouca o nenhuma experiência de voltas de estrada, adorei, fomos apanhando alguns mini pelotões pelo caminho e a diferença de rolar em pelotão e sozinho é uma coisa abismal. Chegamos a ir a rolar a 27/30 km/h sozinhos, ser apanhados por grupos e passar a rola a 35/38 km/h com muito mais facilidade.

Fomos sempre os três juntos até ao final e sempre que algum de nós descolava do grupo em que íamos os outros abrandavam e saiam também, o que fez com que conseguíssemos fazer os 202km com mais facilidade do que cada um por si.


Finalmente chegados a Sagres veio a bela da bifana e as imperiais (já não me saiam da cabeça desde Odeceixe).
E não podia deixar de referir e agradecer as imperiais ao Jorge Pina (atleta Paraolímpico) e amigos, que foi num tandem com mais dois amigos a rodarem entre eles, super bem dispostos e brincalhões, malta 5* e um exemplo a seguir sem dúvida, obrigado.


Até para o ano…

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

1º PDA cancelado

Devido à chuva e a muita gente não puder vir (2 ou 3 já são muitos), vou cancelar o 1º PDA.
Depois volto a arranjar uma nova data…

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

De volta ao rolo

Hoje foi dia de rolo.

Como já não fazia rolo há bastante tempo (na semana passada foi só meia horita não conta) hoje cheguei a casa e fiz um treinozinho de 1 hora e picos.
Fica aqui o som (bastante eclético :)) que tinha escolhido mais ou menos à pressa para um treino de várias intensidades.

Bobby Mcferrin - circlesong – one (aquecimento)
Buraka Som Sistema - IC19 (subir a pulsação)
Guns N' Roses - You could be mine (manter alta em rotação)
Elvis Presley - (Marie's The Name) His Latest Flame (manter alta em rotação)
Iron Maiden - Wasted Years (menos rotação)
Muse - Knights Of Cydonia (subir até aguentar)
Joy Division - Love will tear us apart (recuperar da anterior)
Nirvana - Love Buzz (manter)
Pearl Jam - Just Breathe (manter)
The Rolling Stones - Wild Horses (cadência lenta)
STEVIE WONDER - PASTIME PARADISE (cadência lenta sempre em pé)
Queen - Don't Stop Me Now (subira até aguentar)
The Prodigy- Colours (descer em rotação alta)
The Streets - Dry your eyes (recuperação até parar)
Já não me lembrava de suar tanto…

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

A estreia da Italiana

Finalmente chegou a “fininha”.


Já há alguns meses que andava para comprar uma bicicleta de estrada, mas como não queria gastar muitos €, a minha opção era comprar uma coisa em 2ª mão. Ora via preços, ora achava que não devia comprar, mas finalmente me decidi a sério. Da decisão à compra ainda passaram uns tempinhos, ou pediam muito dinheiro ou as mais baratinhas não eram nada de jeito. Como já estava farto de procurar e de esperar que me ligassem das lojas onde tinha estado e como sabia que nunca mais se lembrava de avisar se aparece-se alguma coisa de jeito, resolvi ligar ao Hilário da Hilzy, “tenho aqui uma Trek que é mesmo aquilo que tu queres”, fui lá ver e até estava porreira o único problema era o tamanho, 56, problema para mim porque resolveu-me logo o assunto em menos de um ai, “tenho aqui um quadro Bianchi 54, meto o material da Trek aqui e ficas com um quadro e uma forqueta nova”, ok, lá ficou assim e fui para casa à espera da montagem.

Quinta-feira, telemóvel a tocar – Hilário - porreiro já está pronta, “Olha, tou a acabar de montar isto amanhã já podes vir busca-la, fiz aqui umas alterações e meti umas coisas e tal… tá linda linda…” humm, mas como confio e muito no homem, afinal deve ser dos melhores mecânicos do país com N Voltas, Giros e outras provas de nível mundial feitas nas melhores equipas de ciclismo, não me preocupei muito.

Sexta-feira, ai vou eu todo lampeiro buscar a nova menina e quando chego à loja lá estava o quadro que me tinha mostrado, mas equipado com tudo menos aquilo que estava na Trek… “Epá Hilário, tinhas alterado umas coisinha?! Mas isto tá tudo novo?!” – “Tá bonita não tá…” Da Trek que tinha visto ficou o espigão em carbono do selim, o pedaleiro e os pedais. Montou peças já antigas, mas novas (assim como o quadro e forqueta) que tinha lá pela loja; entre outras, destaco o avanço de carbono, as rodas Bianchi com cubos (pelo menos o de trás) em carbono e o selim San Marco igual ao que tenho na La Pierre (assim o rabo já não estranha).


Sábado, dia da estreia, escolhi uma voltinha plana para me habituar a bicicleta e fui até ao Guincho. Cheguei ao Guincho e tive que para par acertar a inclinação do selim, estava a dar-me cabo do escroto… Volto para trás com a ideia de ir a Algés pela Marginal e fazer uns km’s mas, como era o fim-de-semana dos furos, fiquei-me pela praia da Azarujinha. Telemóvel, assistência em viagem e lá me foram buscar.


Deu para ter uma primeira impressão da bike, tem uma condução bastante diferente da BTT e ainda ando um bocado a nora com as mudanças (entretanto já a meti no rolo ontem), mas parece que vou fazer uns belos km com ela, se calhar vai já a Sagres no dia 12…

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Rescaldo do "À Volta do Mosteiro"


As expectativas já não eram grandes mas lá fui até à Batalha para mais uma Resistência.

Sai de casa bem cedinho pois o caminho ainda era longo e encontrei-me com o Ouro já na Batalha. Assim que cheguei comecei logo a gostar da organização, o “Honey White” a bombar bem alto para dar pica à malta. Levantar o dorsal, chip, etc. preparar a bike, a bebida (se o Powerade tiver com umas natas estranhas, mesmo que dentro da validade, não bebam porque está mesmo estragado), ferramenta, etc. e meta connosco.

Arrancamos nas calmas, sem esticar muito, grande erro, entramos num single com muita gente à nossa frente e tivemos que ir em filinha porque não dava para ultrapassar. Acabei por me separar do Ouro e deixamos logo de ir juntos desde o início.

Adorei o percurso, não tinha zonas técnicas por ai além mas era muito divertido, pena mesmo foi os lancis. Nas primeiras voltas era só malta a encostar com furos graças aos lancis, pensei que, se no início era assim e a malta ia fresca para “puxar” a bicicleta, nas últimas voltas ainda ia ser pior, felizmente deixou de haver furos graças a uns barrotes que a organização acabou por meter no chão durante a prova, mas eu como estava no fim-de-semana dos furos (também furei no Sábado na estreia da “fininha” italiana, mas fica para outro post), tinha que rebentar o pneu num lancil a 20min. do final da prova, com um bocadinho de sorte e pernas talvez ainda desse para dar mais 2 voltinhas, acabei a pé e a até um pouco fresco, até deu para dar umas corridinhas para não perder muitos lugares.

O Ouro teve que desistir ainda mais cedo que eu, infelizmente por problemas físicos, sempre prefiro ter furos… :)

Não podia deixar de falar nas escadas com a rampa no fim ao estilo de DH, tenho que arranjar fotos a passar aquilo no ar.

Resumindo, foi muito bom, bem organizado; o almoço embora tenha atrasado estava porreiro e o percurso foi bem “esgalhado”… Apesar de lancis a mais e de uma palete no túnel do campo da bola que não faço ideia o que estava a li a fazer (como achavam que tinha poucos lancis ainda meteram mais aquilo).

Acabei por ficar a meio da tabela, 94º à geral com 9 voltas, o que até nem foi mau de todo. Para o ano é para os 75€… :) :) :)
Já me esquecia, não tenho a certeza se foi o vencedor mas nos primeiros lugares ficou, fez a prova numa bicicleta de cyclocross, brutal… Se a moda pega vão ver nas maratonas mais rolantes as “fininhas” a ganhar provas…


Foto das escadinhas com a rampa :)

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

À Volta do Mosteiro - Batalha

Domingo é dia de, mais uma vez, andar às voltas. Desta vez, às voltas do Mosteiro da Batalha.

Gostei da ideia de passar junto ao Mosteiro e lá me inscrevi. A forma física não é das melhores, o futebol, a piscina, o tempo de merda e por consequência a falta de treinos de bicicleta, fazem com que vá apenas pelo local da prova e pela diversão.

Mais uma vez, só eu e o Ouro é que vamos andar às voltas… andam aí muitos fraquinhos… ;)

terça-feira, 3 de novembro de 2009

1º PDA - Passeio Desorganizado AZBtt

Já andava com esta ideia há algum tempo…
O 1º PDA (Passeio Desorganizado AZBtt), vai ser no fim-de-semana de 28 / 29 de Novembro, nem que seja o único a participar.
A zona escolhida é a Serra de Sintra, e o arranque vai ser da praia do Guincho às 9:00. Quem quiser aparecer e trazer um amigo está à vontade. Vou tentar arranjar sítio para um duche e restaurante para um almoço convívio.
O passeio não tem qualquer preço (apenas se for necessário pagar o duche) ou inscrição, apenas peço a quem queira almoçar que deixe um comentário a avisar para poder marcar o número de pessoas.
Deixo uma votação ao lado para a malta escolher o dia, Sábado ou Domingo.
Vou dando notícias e actualizações sobre o 1º PDA… Apareçam.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

5ª Maratona Festivalbike Órbita - Santarém

Não consegui atingir os meus objectivos… ficar no top 100 e à frente de todas as raparigas. Bom, sempre melhorei em relação ao ano passado, de 119º para 118º e só fique atrás da 1ª classificada feminina (Celina Carpinteiro)… :)

Este ano fui surpreendido pelo número de pessoas que já estavam na partida quando chegámos, ainda por cima os federados tiveram tratamento vip e passavam para a linha da frente da partida; já que assim era também deveriam ter uma classificação diferente.

O percurso foi quase todo o mesmo do ano passado, apenas no sentido inverso e com lama. Gostei do percurso, apesar de achar que devia ter mais estradão no início, para não haver “engarrafamentos” logo nos primeiros km’s, e menos alcatrão no meio e final. Para a história fica a parede com 27% de inclinação. :)

Fui só com o meu cunhado (a malta anda-se a cortar muito), mas separamo-nos logo no início com a confusão do arranque e das ultrapassagens e acabei por andar sempre “sozinho”.

Gostei, acho que, com mais umas afinações da organização (almoço principalmente), pode tornar-se uma das melhores maratonas do país, aliada claro está à Festibike.

No final uma voltinha pela exposição para ver as novas bombas. Para além das marcas mais conceituadas, gostei muito das Focus. Estive a ver as Lapierre de 2010 e confirmei o que já achava pelas fotos…

Final ao sprint e a perder um lugar (estou na esquerda) :)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

1º XCO de Vila Chã de Ourique

Ai está, o meu primeiro troféu em BTT... lol :)



Cada vez estou mais fã de provas em circuito, seja resistência, seja XCO, gosto mesmo de andar às voltas.

Tenho que dar os parabéns à organização, mais uma vez a malta dos Borrabottas portou-se à altura. Percurso muito bem marcado, algumas zonas mais técnicas mas nada de mais, excelente para quem quer começar a fazer provas do género, apesar de um pouco longo (10km x 5 voltas), como tinha zonas rolantes até se fazia bem. Gostei muito das descidas que tinham o sinal de perigo, do single todo fechado pelo mato e do drop no final a entrar para a zona da meta.

Pena foi a falta de aderência, apenas cerca de 35 atletas e apenas duas Senhoras (depois queixam-se da descriminação). De Azambuja só fomos dois, eu e o Ouro, mas acho que nos portámos à altura, um 2º e um 4º lugar, até parecemos prós (tenho mesmo que me depilar). :)

Agora vem Santarém, este ano é para melhorar a posição do ano passado (119º) e entrar no top 100.

Aqui ficam algumas fotos do 1º XCO de Vila Chã de Ourique (podem ver mais aqui).

Eu e o Ouro na partida a afinar o Nokia


Eu numa zona rolante

Ouro a preparar o início do drop

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Subida à Torre

Ontem foi dia de, pela segunda vez, fazer a mítica subia à Torre.

O Miguel da RBikes organizou uma subida à torre e lá fui com o meu cunhado fazer esta aventura. Às 8:30 lá estávamos nós em Manteigas junto à C.M., nós e o Rui que, depois de saber que íamos subir à Torre resolveu ir connosco.

Eram cerca de 50 ciclista prontos para esta aventura. Depois da foto em conjunto da praxe, lá arrancamos Serra acima. Comecei nas calmas pois sabia bem o que me esperava, o Ventaneira, com a sua nova “roda fina”, assim que começou a subir fugiu logo, o Rui ainda me fez companhia nos primeiros km’s, mas depois de aquecer lá foi ele buscar o meu cunhado. Fui a gerir o esforço, deixei de ver as minhas “lebres” e não valia a pena rebentar muito cedo.

Depois de 22km, 1h:40m e 1236m de acumulado, lá cheguei à Torre, já tinha chegado muita gente, inclusive um Sr. de 62 anos, fantástico… O meu cunhado fez 1h:36m, o Rui a jogar em casa e que anda que se farta, com uma suspensão total, ainda chegou mais cedo e o primeiro fez “só” uma média de 18km/h, 1h:13m, em subida contínua… Lá foi chegando o resto da malta para tirar a foto de grupo na Torre para voltar a descer até Manteigas.

Só posso dizer que foi muito bom, estou cada vez mais tentado a adquirir uma bike de estrada.

Como a assistente ficou sem pilhas na máquina, apenas tenho estas fotos, assim que tiver mais coloco aqui.

Adoro este gráfico de altimetria :)



Eu já a chegar ao Covão da Ametade


Ventaneira doido serra a cima

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

1ª prova de cross-country de VCO

Este Domingo é dia de ir subir a maior serra de Portugal continental, um belo treino para o próximo fim-de-semana, para a 1ª prova de cross-country de VCO.
Aqui fica uma breve descrição:

O grupo de BTT BorraboTTas-VCO vai organizar a 1ª prova de cross-country de Vila Chã de Ourique (Cartaxo). A prova será para "bttistas" amadores. O percurso é em circuito fechado com cerca de 10.5km. Haverá 4 escolões masculinos e 1 escalão único femenino. Limitado a 100 partecipantes.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Peste & Sida

Sol da Caparica mas de bicla

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Passeio Seguro

No passado Sábado foi dia de mais uma voltinha pela zona do Valmouro.

A convite do Becas, lá fui dar uma voltinha bem puxada e divertida com os Guardas Prisionais. Entramos pelos Casais dos Britos, seguimos até ao Camarnal e fizemos o single da Base Aérea de Ota, voltar para o Valmouro de novo e fazer uma série de sobe e desce até Azambuja. Depois de 48km lá veio o bem dito almoço.

Quero agradecer a todos o convite e o excelente dia de BTT e convívio que tive.

Obrigado.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Totó

Recebi esta foto hoje de um colega que está de férias em Valência…

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Lapierre 2010

À primeira vista, e referindo-me apenas às Pro Race 300, este a Lapirre está diferente… para pior.

Pensei que este ano vinha ai uma máquina ainda mais competitiva mas, a Lapierre desiludiu-me.

Ainda não vi na loja mas, pelas fotos e pela descrição do equipamento, dá para ver que as escoras traseiras deixaram de ser abauladas, que eu tanto gosto, para passarem a ser as vulgares escoras direitas, o pedaleiro deixou de ser xt e passou a ser slx e parece que as soldaduras do quadro já não são polidas o que esteticamente é um passo atrás…

Enquanto que de 2008 para 2009, apenas mudaram a cor, este ano resolveram mudar mais, não gostei muito do resultado (mas é só a minha opinião).


Pro Race 300 - 2010



Pro Race 300 - 2009



Pro Race 300 - 2008 (a que gosto mais)

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Hi-tech

Não resisti a “roubar” esta foto do forumbtt

Ele foi… e tu!?!? qual é a desculpa para ficares em casa desta vez?


segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Kenda Small Block 1.95

No Domingo foi dia de voltar ao Vale Moiro e de experimentar o meu novo Small Block.

O Michelin XCR Dry² de trás já estava no fim de vida e estava na altura de experimentar o Larsen TT, mas como deve haver problemas com o importador lá teve que ser um Kenda.

Para já só deu para ver que a trepar são 5 estrelas, tudo bem que são novos… A rolar não me parecem nada maus mesmo, mas também não são melhores que os Dry². Nas descidas, mesmos em pisos de saibro bem seco e duro, nunca me fugiram, já o Dry² da frente resolveu dar um ar da sua graça e fugir de frente, numa curva em que fiz muito devagar, e meteu-me no chão segundos depois de dizer ao Ouro que eram muito bons… Lá tem que ir o Small Block para a frente e arranjar um Larsen para trás :)

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Os Nossos Campeões

Ontem fiquei até às 3 da manhã a seguir o Campeonato do Mundo de Canberra.

Eram três os juniores Portugueses que iam correr, Ricardo Marinheiro, David Rodrigues e Mário Costa. As expectativas eram altas, em relação ao Ricardo que, apesar da lesão recente está num bom momento de forma e em relação ao David pelo resultado na Taça do Mundo em Madrid (1º lugar).

Foi de loucos, o ForumBTT era mais um chat que outra coisa… Muita gente que hoje foi trabalhar com poucas horas de sono. Mas valeu a pena, toda a gente ansiosa para ver o tempo volta a volta. O Ricardo saiu de um bom lugar (12º), o David e o Mário cá para trás. Na primeira volta foi a loucura no fórum, Ricardo em 1º e o David a subir na classificação que nem um balãozinho de helio :) . Até à 4ª volta foi sempre assim Ricardo nos três primeiro e o David sempre a subir aos 7 e 8 lugares por volta, até que o Italiano conseguiu fugir e o Ricardo já não conseguiu ir atrás.

Resultado, Ricardo em 2º e Vice Campeão do Mundo e David no Top10 (se sai-se mais lá a frente não sei se não vinham duas medalhas), o Mário acabou por ser dobrado na última volta.

Muitos parabéns aos três, e continuem em força Road to London.

Não é Down Hill... é mesmo XCO



Deve ter sido pouco duro deve

Esta vem para cá :)

terça-feira, 1 de setembro de 2009

H1N1


Podia ser uma nova gama da Shimano para 2010, mas não, o h1n1 não é nenhum desviador xpto com menos 100gr que o xtr, é mesmo uma gripe parva que não tem nada a mais que a outra gripe dita normal, apenas nos obriga a ficar 7 dias fechados em casa e a usar uma mascarar ao estilio Sub-Zero.

O pior é que nem sequer fui ao México… :(



"Finish Him"

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Hoje foi dia de mais uma voltinha de final de dia.
Pensei ir novamente fazer a marginal até ao Guincho, mas depois resolvi ir por “dentro” para não apanhar vento de início e ficar a conhecer melhor os atalhos. E em boa hora o fiz, enganei-me numa rotunda e virei para o lado de Malveira da Serra. Comecei a subir e vi logo que, ou voltava para traz ou ia dar uma volta maior que o previsto. Como até estou cada vez mais a gostar de subir e já não faço subidas há muito tempo, resolvi continuar. Já na Malveira da Serra vejo as placas para “Capuchos” e não hesitei, continuei a subir até ver uma entrada para o mato e lá me enfiei. Não andei muitos km’s no mato, mas foram os suficientes para ver a potencialidade da coisa… muito bom mesmo…
Subi até serem horas de voltar para traz e não chegar a casa de noite. Pelo caminho fui encontrando uns singles (não fiz nenhum) que devem ser muito loucos de fazer, muitos deles de Free Ride e Downhill. Já mais cá para baixo encontro várias pistas de Free Ride que dão mesmo vontade de experimentar.
Tenho que organizar uma voltinha nesta zona para a malta.
Ainda podia ter subido mais... fica para a próxima



Pistas de Free Ride... ainda tenho que exprimentar isto :)



Link da voltinha (não está completa, o GPS desligou a meio)

GPSies - pescador

quarta-feira, 22 de julho de 2009

O regresso

Dois meses depois, o regresso às pedaladas.
Desde a maratona do Paul que não sentia o San Marco no rabo. Foi a Feira de Maio, mudança de trabalho, mudança de casa… desculpas…
Ontem lá fui dar uma voltinha no novo “quintal”, 25km só para desenferrujar, mas deu logo para ver que a forma de à dois meses já se foi toda embora. Gostei do passeio, no final de um dia de trabalho, uma voltinha sempre à beira-mar… que mais posso pedir.
Espero este fim-de-semana ter um tempinho para dar uma volta maior e começar a conhecer os cantos aqui da zona, que devem ser muitos e bons.
A vista que me foi acompanhando

terça-feira, 19 de maio de 2009

III Maratona Vila do Paul - Covilhã 2009

Bem durinha… é a melhor maneira de qualificar esta maratona.
Às 8:30 já estávamos no Paul, eu e o meu cunhado, levantar os dorsais, preparar as bikes e pequeno-almoço, sim está maratona tem pequeno-almoço e dos bons… Já mais “compostos” fomos para a zona de partida, controlo 1 e às 9:30 partida ao som da sirene dos bombeiros.
Ultimamente tenho arrancado mais forte para não apanhar engarrafamentos logo no início e desta vez fiz o mesmo, mas as primeiras subidas foram logo de “morte” e preferi não me esticar muito para não pagar mais tarde.
O percurso foi espectacular e muito bem marcado, muitas paredes, descidas e até as passagens nas localidades estavam porreiras, sempre por becos e ruas estreitas. Até Unhais fui sempre muito bem mas nos últimos 15 km quebrei e bem, fui a arrastar-me até ao final, nem deu para tirar o gozo dos últimos single tracks que eram fantásticos. Ainda me perdi depois de Unhais com outro participante (o meu companheiro dos últimos 25km) e fizemos uma parede a mais (como tínhamos feito poucas) que foi dar à estrada que vai de Unhais para Coimbra e na descida, a voltar para trás, ainda deu para cair e experimentar a dureza do chão da Serra, mas a culpa de me perder foi minha, as marcações estavam lá, eu é que ia a olhar para a roda…
A muito custo lá cheguei ao Paul com 4:14 de tempo e todo empenado, pouco depois aparece o Pedro e igualmente empenado… mais uma vez podíamos ter vindo sempre juntos que o tempo era o mesmo, mas pronto, a malta quer é acelerar…
Ainda deu para fazer um 11º lugar, com o mesmo tempo do tal companheiro de viagem (que no final não queríamos ficar à frente um do outro :), um abraço para ele) e podíamos ter ficado no top 10 não fosse os cerca de 10 min que perdemos quando andamos perdidos.

Conclusões:

- Esta é sem dúvida uma maratona a repetir, mas com outro tipo de preparação.
Pena não ter mais inscritos, esta organização merece, mas para mais inscritos têm que melhorar o espaço para o almoço.

- A minha bike está mesmo a precisar do mecânico, transmissão totalmente nova, pastilhas, lubrificações, reapertos, etc., fiquei sem travões a trás a meio da prova e a corrente saiu algumas vezes.

- O Vitagro (é assim que se escreve não é Pedro:)) é mesmo cinco estrelas.

Uma das fotos que a minha mana me ofereceu :)

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Nokia Sports Tracker

Já tinha lido qualquer coisa sobre este programa da Nokia e há dias o Zé Cachado ligou-me todo entusiasmado para eu comprar um Nokia, porque o programa era fantástico e quase que tirava bicas e tudo.
Como tinha que comprar um telemóvel novo e como nunca tive telemóveis XPTO’s resolvi investir numa coisa mais hi-tec e lá mandei vir o 5800 (não fossem os pontos da Sofia e espera lá que já o comprava). Claro que instalei logo o Nokia Sports Tracker para ver como aquilo funcionava, e não é que aquilo é mesmo porreiro…
É muito fácil de usar e intuitivo. Já fui dar uma voltinha para experimentar e fiquei fã. Liguei o início do treino quando comecei a andar e meti o telemóvel no bolso, dei a minha voltinha e quando cheguei à porta de casa desliguei o treino e fui ver os gráfico, médias, distâncias e mais tudo o que aquilo dá, comparei com o ciclometro e não falhou nada (uns metros de diferença, mas nada de significativo).
Já em casa transferi o ficheiro (podemos salvar como kml, gpx, e csv) por bluetooth para o computador e fiz o upload no GPSeis, ficou logo disponível e com os dados todos.

Aqui está o percurso experimental que descarreguei no GPSeis, também podemos ver logo no Google Earth.


Ainda no GPSies conseguimos ver os acumulados e o gráfico de altimetria.

No sitio da Nokia Sports Tracker até as fotos e a música que tiramos e ouvimos durante o percurso aparecem, muito fixe mesmo (ainda não descobri é como faço o upload lá).

Já existe para o modelo N79 o pulsómetro com a fita da Polar, ponham isso no 5800 e acho que a Polar vai ganhar mais um cliente. :)

E melhor ainda é que podemos ficar com tudo isto no telemóvel sem ter trabalho nenhum de transferência de ficheiros, basta ir ao clendário e escolher o dia que queremos ver que está lá tudo.

O Resmas, que aponta os km todos no telemóvel, acho que vai gostar disto. ;)

terça-feira, 5 de maio de 2009

Portalegre SportZone 2009 - Mais um ano, mais um empeno…

Há quem diga bem, há quem diga mal, mas não há dúvida que esta é mesmo uma maratona à parte.Depois de pernoitar em Torre Fundeira (Gavião), e de fazer os últimos preparativos e afinações, chegou o dia tão esperado, o dia da “tareia”.

(Becas e Ouro a testar os suportes)

6:30 arrancámos, eu, o Ouro e o Becas, direito a Portalegre, uma paragem para café e encontro com os Ventaneiras e lá fomos para a zona da partida, quando chegamos, 7:40, já estava uma multidão na zona de arranque (esta malta nem dorme), preparar as coisas (pozinhos nos bidons, restantes “drogas” e ferramentas) e lá nos metemos a andar (já ficamos atrás de mais de meio pelotão).
Arranque às 9:00 certas e o Becas ficou logo para trás, o ciclómetro não queria funcionar. Até à separação das duas distâncias fui sempre a controlar a pulsação para não rebentar (muito cedo), depois veio uma descida muito fixe de pedra solta que deu para testar os reflexos da malta, depois foi rolar com algum sobe e desce ligeiro até aos 50/60km.
Chegada a zona de Alegrete, começou então o verdadeiro “Portalegre”. Subimos até ao 3º abastecimento e mais um pouco depois dele, veio então uma descida em estradão cheio de paus e ramos dos eucaliptos que não dava para relaxar muito, no meio da descida, e no meio do nada, estava um grupo de malta com uns chocalhos a puxar pelo pessoal qual Transalp (eu não consegui ver, mas quem viu diz que até umas meninas de bikini estavam lá – grande espírito mesmo).
Mais uns Km’s e chegou a subida às antenas, quem estava a achar fácil demais esta edição (como eu), acho que tirou logo daí a ideia, 12/13km’s a subir, com um inclinação considerável e 70km’s nas pernas. A meio a subida, já ia com as costas doridas de ir inclinado, meto duas acima e ponho-me de pé para descansar as costas, erro fatal, cãibras imediatas, voltei logo a sentar-me e tentar controlar o andamento para que não voltassem, não voltaram muito fortes, mas fizeram-me companhia até ao fim.
Chegado o topo de S. Mamede, veio o alívio e a adrenalina, ólho para o cronómetro e vejo que se apertar um bocado talvez consiga chegar abaixo das 6:00, foi a fundo até à meta, acho que nunca me “estiquei” e diverti tanto a descer, aqueles degraus em pedra e descidas de pedra solta eram lindos, apesar de ter que abrandar e ter perdido algum tempo muitas vezes para não bater com o pessoal que ia mais lento da meia-maratona, acho que até ajudou à diversão, passar a fundo a malta que vai nas calmas dá uma pica muito maior (desde já as minhas desculpas se fiz alguma ultrapassagem mais brusca, mas acho que nunca cortei caminho a ninguém). Já dentro de Portalegre ólho novamente para o cronómetro e estava mesmo a bater nas 6:00, claro está que acabei ao srpint, mas foi inglório…

Conclusões:
1- Percurso mais difícil que 2008 e bem mais fácil que 2007, muito divertido mesmo.
2- Pedalar no meio de tanta gente e ainda por cima não apanhar engarrafamentos nos trilhos, não é fácil, parabéns à organização por isso.
3- Em Portalegre nunca pedalamos sozinhos.
4- Quando acho que vou todo roto e nas últimas, passo sempre por alguém encostado ou no chão pior que eu.
5- Alguns acidentes, mas acho normais para uma prova destas, as melhoras para todos os acidentados.
6- Apesar de não conhecer muitas, esta deve ser sem dúvida a maior, melhor e mais bem organizada maratona em Portugal, apesar de estar a pensar ir conhecer outras zonas no próximo ano, (Idanha talvez) tenho a certeza que vou regressar a Portalegre mais ano menos ano.
7- Afinal vale a pena treinar de noite, ao frio e só… (private joke)

Algumas fotos "roubadas" da malta...
(Não consegui fotos do Becas, mas acabou bem e melhorou o tempo de 2008)

Ouro, o azarado do dia, uma queda, felizmente sem gravidade, e na sequência da mesma, aparecem as cãibras cedo demais, em muito esforço acabou e ainda melhorou o tempo das edições anteriores…



Ventaneira, o homem do Vitagra, apareceu em grande forma, no primeiro Portalegre deu cartas, acabou fresco que nem uma alface, acho que mais 5km de percurso e chegávamos juntos (6:16)…



Eu, o meu melhor Portalegre das três edições em que participei, 6:01 - 266º lugar, superei todos os meus objectivos (baixar das 8:00, ficar na 1ª metade da tabela e não ser passado pelo Ouro no último km… ahahahahahah)


Vá lá então… podem rir à vontade



Gozavam só comigo não… ahahahahah

FEITO... Mais um para a colecção